interior de chocolate

bolo de chocolate | “salgueirinhos”

bolo_choc3

ontem, de regresso aos jantares de fds, decidi abrir o laboratório culinário 🙂  e experimentar uma mistura arrojada! a minha experiência procurava reunir sabores e sensações da região sobre uma base de bolo de chocolate….
como vivo no interior centro, terra de contrastes térmicos, odores resinosos e intensos, planícies de curvas suaves e tradição cultural marcada pelo médio oriente, árabe e persa, decidi usar a receita da “delícia de chocolate”…

pois, eu sei que o chocolate vem do outro lado do mundo, mas é um excelente veículo para especiarias e frutos! além disso a “delícia de chocolate” é suave e macia como a paisagem daqui 🙂

à receita base juntei alguns ingredientes novos e mudei outros:
– em vez de manteiga usei azeite, sim azeite, ingrediente essencial na doçaria local!
– para acrescentar textura cobri o bolo com migalhas de biscoitos tradicionais, secos e quebradiços e que, graças a um fabricante local, a Padaria do Salgueiro, são confecionados em versões muito originais, como a que usei que junta à massa tradicional o limão e o alecrim!
– juntei ainda, para decorar e saborear, uns arabescos de caramelo polvilhados de casca de laranja…um contraste interessante entre a maciez do bolo, o estaladiço dos biscoitos e a dureza do caramelo!

bolo_choc_colagem

o resultado é um bolo bem sucedido, que se aprecia melhor no dia seguinte quando os ingredientes estabilizam e os aromas se instalam…

mas é pouco recomendado para crianças, que estranham os paladares mais complexos 🙂

para quem quer experimentar, aqui ficam os ingredientes na proporção que usei…a preparação é a que vem descrita para a “delícia de chocolate” no livro da receitas essenciais

PARA O BOLO:
150 g açúcar
4 ovos
75 g azeite
160 g chocolate p/ culinária
35 g farinha

PARA O CARAMELO:
100 g de açúcar
1 colher de sopa de água
1 colher de sopa de casca de laranja ralada

NOTAS:
1. como a massa do bolo se altera por causa do azeite, o tempo de cozedura também se altera significativamente…em vez dos 10 min recomendados, o bolo esteve à vontade 30 min no forno!
2. para evitar que o bolo se colasse à forma de abrir, protegi a base com papel vegetal (untado com margarina) antes de a prender na peça com a mola, e usei uma tira do mesmo papel para forrar os lados da forma…no final da cozedura, apesar da massa ainda estar macia, pude desenformar o bolo sem que se desfizesse!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s