santos e demónios

 

podia bem ser o nome alternativo da sobremesa que ontem fiz para levar a casa dos amigos do costume 🙂

tarte de abóbora, canela e chocolate! uhmmmm….

santa pela parte da abóbora com canela (muito apropriada à época), demoníaca pelo chocolate ralado que cobre uma camada infernal de natas!

ainda tentei desviar a tentação dos comensais distribuindo aranhas por cima do bolo….não produziu o efeito desejado 🙂

 

p.s. –  obrigada à Zélia que teve a paciência de fotografar o bolo esta manhã, uma vez que estava em casa dela 🙂

a receita está, como de costume, logo a seguir ao intervalo 🙂

TARTE DE ABÓBORA E CANELA

INGREDIENTES P/ A MASSA
200 g farinha Espiga, tipo 65
25 g açúcar amarelo
1 pitada de sal
80 g manteiga fria
40 g água

PREPARAÇÃO DA MASSA
1 | Pré-aqueça o forno a 180°C.
2 | Coloque no copo todos os ingredientes e misture 15 seg/vel 6. Retire e forre o fundo e a lateral de uma tarteira com 24 cm de diâmetro.

INGREDIENTES P/O RECHEIO
400  g abóbora, cortada em cubos
120 g açúcar amarelo
2 ovos
40 g óleo
1 c. chá de açafrão em pó
1 pitada de sal
1 pitada gengibre em pó
40 g de farinha Espiga tipo 65

PREPARAÇÃO DO RECHEIO
3 | Coloque no copo a abóbora, o açúcar, os ovos, o óleo, o açafrão. o sal e o gengibre e pique 5 seg/vel 5, baixe com a ajuda da espátula o que ficou na parede do copo.
4  | Adicione a farinha e triture 10 seg/vel 7. Deite sobre a massa e leve ao forno a 180°C cerca de 45 minutos. Retire e deixe arrefecer por completo.

INGREDIENTES P/ A COBERTURA
3 folhas de gelatina neutra, cortada em pedaços
Água q,b.
200 g natas frescas c/35% de gordura, bem frias
50 g leite
50 g açúcar
½ c. chá de canela
1 ovo
raspas de chocolate para decorar

PREPARAÇÃO DA COBERTURA
5 | Coloque as folhas de gelatina num recipiente com água fria para hidratar.
6 | Insira a borboleta. Coloque no copo as natas e bata 1 min 30 seg/vel 3. Tem de estar atenção para que não passem a manteiga. Retire e reserve.
7 | Retire a borboleta. No copo limpo coloque o leite, o açúcar, a canela e o ovo e bata 3 min/90°C/vel 3.
8 | Adicione a gelatina bem espremida e envolva 15 seg/vel 3. Retire e envolva com as natas reservadas com a ajuda de uma vara de arames. Coloque a cobertura sobre a tarte fria e leve ao frigorífico cerca de 4 horas. Sirva decorada com raspas de chocolate.

notas pessoais : na próxima vez que fizer esta tarte, vou substituir a cobertura de natas e gelatina por merengue – é menos enjoativo e mais suave! a canela misturo-a ao recheio de abóbora 🙂 ; apesar da indicação de 4 horas de refrigeração, a tarte estava perfeitamente estável no final de 2 horas!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s