planear ou morrer

este ano, uma vez mais, escolhemos um ponto no mapa e metemo-nos a caminho….

por razões de bom senso financeiro, deixámos cair o italian coup para a primavera e resolvemos explorar aquela parte das Astúrias e da Cantábria, para lá dos Picos da Europa em direcção ao mar e que, na viagem de há 10 anos, não chegámos a visitar

assim, reunimos uma comitiva de 9 intrépidos viajantes, que contra todos os meus princípios (é que, segundo as regras fundamentais do veraneante, nas férias não se cozinha nem se faz a cama!!!), se instalaram-se numa casa particular, graças à simpatia de um amigo que, por incrível sorte nossa, tem casa na região

o meu juramento a Baden Powell fez-se sentir ainda com mais intensidade…

é que para desfrutar das férias primeiro tenho que sofrer e fazer previsões até à exaustão: a roupa, a meteorologia, os gastos, os quilómetros, as visitas, as horas, os medicamentos, os adereços, os mapas, os guias….

depois perco temporariamente o controle e grito com alguém (coitados)….

as primeiras horas de viagem, qualquer que seja o destino,  são sempre tensas, como bem revelam as rugas  da foto acima, mas depois, começo gradualmente a esquecer os protectores solares e os conselhos, e vou relaxando até que, loucura das loucuras, troco a ordem das camisolas, das calças e das t-shirts, faço figuras tristes com uns óculos Ray Béri…

é o caos controlado das férias em família

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s